No silêncio da alma…

Preciso de ti,
mesmo sabendo que estás em todos os lugares,
ainda assim, tenho que isolar-me de vez em quando,
para buscar o meu equilíbrio em ti…

Preciso de ti,
pois através dessa comunhão
refino meu pensamento,
para que minhas palavras reflitam as tuas…

Preciso de ti,
para que a tua luz se irradie no meu “eu”
fortalecendo, com isso, as minhas ações,
para que não se percam pelas fendas da vida…

Vanda Maria Jacinto é filha de Antônio Anaya Rodrigues e Jandira Marques Rodrigues, a segunda mais velha de uma prole de dez filhos. A artista nasceu em 15 de dezembro de 1952, na cidade de Auriflama/SP, e reside em Mossoró/RN desde 1983, onde pôde ver crescer seus três filhos. Vanda é formada em Pedagogia e tornou-se servidora das Redes Municipal e Estadual de Ensino. O amor pela literatura surgiu ainda na adolescência, quando uma de suas irmãs trazia livros da biblioteca da escola para casa e ela os lia com o maior prazer. Hoje, a escritora e poetisa é autora de dois livros: “Rabiscando os Caminhos da Prosa” (2016, Sarau das Letras) e “O Amor no Tempo e no Espaço” (2017, Sarau das Letras), com participação em mais de 13 antologias.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

One reply on “Poesia do dia por Vanda Jacinto”

  • agosto 3, 2022 no 6:02 pm

    Preciso de ti é um poema que mexe com o lírico de cada um, pois cada se acha coautor dos devaneios poéticos de que o criou. Parabéns, Vanda jacinto.

Instagram