E se você se deparasse com uma banda completa feita por apenas duas pessoas? Dois viageiros? Dois artistas? As respostas depois dessas perguntas viajam por caminhos diversos, mas a certeza é de muita coisa boa. É por aí onde vai caminhar o mais novo espetáculo da Cia. Pão Doce, MUNDARINO, que vai estrear na próxima segunda-feira (27), às 20h, no canal de Youtube da Companhia.

O novo espetáculo é composto pelo ator Romero Oliveira e a atriz Mônica Danuta, ambes da Pão Doce. Ele propõe uma intervenção multiconfiguracional, ou seja, itinerante e interativa, onde xs artistas têm a possibilidade de apresentá-lo em todos os espaços ocupáveis, desde o palco de um teatro até a calçada de uma rua, desde o chão de uma praça até o auditório de um colégio, entre outros. A ideia é fortalecer o sentido da arte em ser livre e não ter um lugar definido. 

“Mundarino” é o segundo espetáculo da “Trilogia Antoniana”, uma série de construções teatrais da Companhia ligadas de alguma forma ao mestre Antônio Francisco, poeta mossoroense. O projeto começou a ser idealizado em 2017, quando o grupo mossoroense encontrou os artistas Mauro Bruzza (RS) e Tiago Sales (SP), homens-banda referentes na categoria. Segundo a Pão Doce, eles apresentaram como a arte do homem-banda representa uma metáfora da vida humana, uma vez que, de acordo com o grupo, “cada orquestra de um homem só apresenta uma série de peculiaridades, tanto no que diz respeito à morfologia e técnica, quanto à história, estética, repertório e uso sócio-musical”. Dessa forma, começou-se a se pensar no que hoje é Mundarino. 

 “Mundarino vem de um quebra-cabeças de palavras feito durante o processo de pesquisa. Tudo começou com andarilho, que virou andante, andarino, mundano, mundarilho, mas quando o nome Mundarino apareceu no jogo, me encantou à primeira vista”.
Romero Oliveira, ator.

#paracegover: o ator Romero Oliveira está com um acordeon. O seu braço direito está apoiado no instrumento, a mão, sobre o rosto, e os dedos estão entre o olho direito. O braço esquerdo está sobreposto no acordeon. O ator está de olhos fechados, com um chapéu marrom e vestindo o figurino do espetáculo Mundarino, com roupas folgadas e em tons de marrom, amarelo e azul. De fundo, um blackout preto e duas lâmpadas penduradas. FOTOGRAFIA: Raul Davyson.

O espetáculo fala sobre “histórias de estrada” pinceladas por dois viajantes: um homem que caminha procurando encontrar seu mestre Antônio Francisco, e uma mulher que o segue em busca do aprender. Tanto ele quanto ela, cada qual com as suas parafernálias trançadas de instrumentos e geringonças, viajam cantando e contando histórias, poemas e devaneios sobre a vida encontrada no caminho desse “conglomerado de orquestras-humanas que chamamos de ‘mundo’”, explica o grupo teatral.

 Além de Romero Oliveira e Mônica Danuta, Mundarino conta com uma equipe porreta de artistas na sua criação e composição: Paulo Lima, na iluminação; Edson Saraiva, na sonorização; Lígia Kiss e Raull Davyson, como encenadores; João Marcelino, na direção de arte; e Mauro Bruzza e Vitor Formiga, na Luthieria – produção artesanal de instrumentos musicais de corda. Na peça, é possível encontrar elementos e inspirações vindas de diversas linguagens artísticas, como teatro, circo, música e artes visuais. 

Acredito que você tenha ficado curioso e curiosa para assistir, não é? Mas não se preocupa, porque a Cia. Pão Doce vai estrear o espetáculo MUNDARINO nesta segunda-feira (27), às 20h, de forma virtual, através do canal da Cia. Pão Doce, no Youtube. A peça ficará disponível até o dia 30 de setembro. Além disso, o grupo ainda realizará uma leitura dramática da obra neste domingo (26), no mesmo horário e plataforma. É uma forma de você ficar ainda mais por dentro do espetáculo e criar mais expectativa para a grande estreia.

“Espero de Mundarino, assim como todos os trabalhos que produzimos na Cia. Pão Doce, que ele toque as pessoas, que seja um trabalho que encante e que marque. Que seja uma obra que ganhe o mundo”.
Mônica Danuta, atriz.

#paracegover: a atriz Mônica Danuta está com o seu braço direito esticado para diagonal superior, segundando um pandeiro. Ela veste a roupa do espetáculo Mundarino, que tem tons de marrom avermelhado, amarelo e preto. Duas tranças azuis do seu cabelo escorrem por cima dos seus ombros. A atriz olha para o pandeiro. De fundo, um blackout preto e duas lâmpadas penduradas. FOTOGRAFIA: Raul Davyson.

O espetáculo conta com recursos do Prêmio Fomento de Incentivo à Cultura Maurício de Oliveira 2019 e da Lei Aldir Blanc RN, através da Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

#paracegover: No enquadramento estão Romero Oliveira e Mônica Danuta. Ele está sentado, com um chapéu marrom e uma roupa em tons de marrom, azul, amarelo, e bege. Ele segura um livro com a sua mão esquerda. À sua frente, está um acordeon e uma espécie de violão feito com uma lata de tinta; ao seu lado, partes de uma bateria. A sua mão direita está segurando a mão esquerda de Mônica Danuta, que está em pé, com duas tranças azuis e uma roupa com tons de marrom, laranja, amarelo e bege. À sua frente tem uma clarineta. De fundo, um blackout preto com 4 lâmpadas penduradas. FOTOGRAFIA: Raul Davyson.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram