O setor que produz arte e cultura foi um dos mais prejudicados pela pandemia da COVID-19. Sem encontros presenciais, sem público. Sem público, sem eventos e espetáculos. Sem eventos e espetáculos, sem retorno financeiro e, consequentemente, tantos outros. Foi aí que a palavra “adaptação” se fez tão presente. Peças teatrais, shows, tiveram que ser ressignificados, saindo do olho-no-olho para o tela-na-tela. Mas, ao que tudo caminha, agora, esses encontros presenciais poderão voltar a acontecer.

Gradativamente, eventos artísticos já estão ocorrendo em todo o país. Com número limitado de pessoas, um distanciamento demarcado e, claro, sempre com o uso de máscara e uma maior higienização. E em Mossoró, isso está começando a ocorrer. Agora, também, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado, o nosso templo da arte, que reabrirá suas portas para receber os tantos artistas desse mundo.

Nesse retorno de após quase dois anos sem funcionar plenamente, será realizada uma mostra audiovisual no nosso Teatro de Mossoró. Será a exibição de três documentários do “Projeto Vida”, do jornalista e realizador audiovisual Alexandre Fonseca.

#paracegover: Alexandre Fonseca olhando levemente para o lado esquerdo da foto. Ele está com o cabelo cacheado, sério, vestindo uma camisa azul e com um colar com um pingente. El está num fundo liso e laranja. FOTOGRAFIA: Keydson Renato.

A mostra acontecerá nesta quarta-feira, em sessão única, no Teatro Dix-huit Rosado, a partir das 19:30h. Na programação, você poderá assistir aos documentários: “Primeiro passo”, “Bigode Tekwondo” e “Um Sinal Para o Futuro”. A entrada é gratuita e quem puder, deve levar 1kg de alimento não-perecível. A arrecadação será encaminhada para a Casa do Estudante, localizada na Av. João Marcelino, em Mossoró. 

A mostra é uma das três manifestações culturais do Prêmio Fomento 2019. Para entrar, as únicas exigências são o uso obrigatório da máscara e que cada pessoa, mesmo sendo de um mesmo grupo de amigues, devem manter distância, evitando aglomerações.

SINOPSES:

PRIMEIRO PASSO:

Lígia Ferreira tem sua história de superação contada no documentário de 8 minutos. A personagem resolveu dar o primeiro passo rumo ao emagrecimento, promoveu reeducação alimentar em sua vida e se propôs a fazer exercícios físicos. 

#paracegover: na imagem aparece apenas parte do rosto de uma menina, aproximadamente 1/4. Parte da narina esquerda, o olho esquerdo e parte do cabelo. Em primeiro plano, tem escrito: “Projeto Vida apresenta Primeiro Passo”. FOTOGRAFIA: Alexandre Fonseca.

BIGODE TAEKWONDO:

Aborda durante 18 minutos, a realidade de um projeto comunitário que luta por melhores condições de espaço e equipamentos para treinos. Uma iniciativa dentro da cidade de Mossoró/RN, que contempla jovens e adolescentes, entregando uma perspectiva de um futuro melhor em direção aos valores e cidadania, através do esporte.

#paracegover: pessoa com kimono completo de taekwondo, segurando uma espécie de capa de raquete. Não mostra rosto. Em primeiro plano, está escrito: “Bigode Taekwondo”. FOTOGRAFIA: Alexandre Fonseca.

UM SINAL PARA O FUTURO:

Acompanhamos durante alguns meses a história de Fernando, um jovem que conseguiu restabelecer seus passos, longe da dependência química e fora das ruas, refazendo seu destino com muitas vitórias. O produto possui 16 minutos.

#paracegover: um semáforo com as luzes vermelhas ligadas. Ao lado dele, uma placa de trânsito significando que não pode dobrar para esquerda. Ao lado, uma placa de três tempos do sinal. Ao fundo, um poste de luz, fios de alta tensão e construções. FOTOGRAFIA: Alexandre Fonseca.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram