A pandemia da COVID-19 nos obrigou a adaptar o nosso modo de fazer arte. Sem deixar quaisquer outros métodos de lado, claro, mas ressignificando-o, mesmo que provisoriamente. Digo isso porque a internet e o virtual acabaram sendo nossos maiores aliados na possibilidade de perpetuidade de nosso ofício.

Foi e ainda é através desse universo do distanciamento físico e aproximação de telas que a nossa arte viu uma chance de sobreviver. Acredito que isso deva continuar, como mais um meio para a realização de trabalhos artístico-culturais nesse país e no mundo. 

Nesse sentido, alguns grupos, artistas e obras da área continuam a desbravar essa alternativa, como a Cia. Pão Doce, grupo de teatro daqui de Mossoró, que realiza a terceira edição do Projeto Pão Doce na Rural, juntamente aos projetos Poesia à Vista e Mundarino, em ambiente virtual. 

A novidade acontece com recursos do Prêmio Fomento de Incentivo à Cultura Maurício de Oliveira 2019 – política pública de incentivo à cultura mossoroense -, contemplada na categoria de Artes Cênicas (Prêmio Ivonete di Paula), e a programação começou ainda no dia 08 de outubro, com o lançamento de toda a programação com o grupo e representantes da secretaria municipal de Cultura e de Educação.

Essa não é a primeira vez que o projeto Pão Doce na Rural acontece, e seguindo a tradição da companhia, seria realizado presencialmente, onde o grupo circula por diversas comunidades rurais da cidade. No entanto, foi surpreendido também pela pandemia, tendo que passar por modificações. Mesmo migrando para o virtual, ele ainda conta com espetáculos, debates, exposição, intervenção literária e muito mais, só que, agora, podendo ser acompanhado pelo canal da Prefeitura de Mossoró, no Youtube.

Se liga na programação:

Até o dia 30 de outubro, a Cia. Pão Doce disponibiliza o espetáculo infantil Canções Daqui, Contos do Mundo, especialmente para a criançada neste mês destinado a elas. A peça fala sobre pessoas que colecionam tampinhas de garrafa, lápis quebrado e histórias. Tudo isso através da contação, com música e ludicidade. A temporada entrou em cartaz no dia 11 de outubro, e no dia 22, realizou bate-papos em quatro escolas da zona rural. 

Entre os dias 01 e 15 de novembro, o grupo irá exibir o espetáculo À Luz do Luar – um Fragmento, ainda dentro do projeto Pão Doce na Rural. Esse espetáculo é contado por um coquista, um poeta e um cantador, que encenam narrativas baseadas na história de Mossoró, cidade do interior do Rio Grande do Norte. Fatos como o Motim das Mulheres e o Voto Feminino são narrados do ponto de vista da massa, e não da elite.

Pulando para a temporada entre os dias 16 e 30 de novembro, dessa vez através do Prêmio de Música Maestro Batista, a Cia. deixa em cartaz o espetáculo Mundarino, também transmitido pelo canal do Youtube da Prefeitura Municipal de Mossoró. Neste espetáculo, um homem em busca do seu mestre Antônio Francisco e uma sujeita que o acompanha procurando por aprendizado seguem na estrada narrando e contando histórias, poemas e devaneios sobre a vida, sempre equipados pelas suas parafernálias de instrumentos e geringonças. No dia 26 do mesmo mês, outras quatro escolas também serão agraciadas com uma roda de conversa sobre a peça.

E para finalizar a programação, em Dezembro, a Pão Doce realiza o projeto interativo Poesia à Vista! – Intervenção Literária, contemplado no Prêmio Audiovisual Nestor Saboya. Segundo a Companhia, “é um projeto interativo de ação, visual e digital que propõe uma reflexão artística e cultural em espaços públicos específicos, visando novas percepções sobre cultura popular, através de poetisas e poetas mossoroenses. Mesclando narrativas digitais, poesias, músicas e imagens disponibilizadas em blocos interativos, a partir de uma instalação visual de acesso gratuito”. 

A mesclagem entre cultura, pedagogia, educação e arte é característica presente nos trabalhos da Cia. Pão Doce, uma vez que a arte é comprovadamente um elemento contribuidor para o desenvolvimento humano.  O grupo existe desde 2002 e realiza trabalhos na área de artes cênicas, música, audiovisual e dramaturgia.

Localizada na cidade de Mossoró-RN, a Companhia passou a realizar pesquisas e produções no âmbito da cultura popular nordestina desde 2012, visando preservar e difundir as diversas manifestações populares presente na nossa cultura, como o repente, o coco, a ciranda, o maracatu, o pastoril, entre outros.

Já são mais de 20 zonas rurais contempladas com o projeto Pão Doce na Rural, além 11 espetáculos realizados durante esses quase vinte anos, 19 estados brasileiros apresentados, entre mais de 120 cidades do Brasil.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram