Imagine um mundo inteiro vivido debaixo de um pé de mangueira? Um lugar onde “arte” é palavra de ordem, e estar lá é sinônimo de estar mais perto de si; do lado mais puro e honesto do íntimo de nossa alma. Assim, é o MANGARTE, um movimento cultural que acontece todos os anos, feito por pessoas (artistas e não-artistas) que têm o mesmo objetivo: vivenciar a arte pela liberdade do ser. 

Falo sobre o Mangarte com um carinho ainda mais particular, uma vez que também me sinto pertencente ao Festival. Desde quando as primeiras ideias surgiram, eu já caminhava pelo quintal que um dia se tornaria o coletivo. No entanto, naquele tempo, a despretensão tomava conta do espaço.

Foi em 2018 quando tudo de fato começou, depois que xs idealizadxs Thayne e Fernanda Albano voltaram de algumas vivências em outros movimentos alternativos pelo Brasil. A vontade de transpassar aquele universo, através da arte, foi tão grande, que o jeito foi reunir um bando de pessoas – inicialmente, amigos e amigas – para prosear e colecionar experiências. As amigas do casal, Gabriela da Terra e Ohanna, também fizeram parte da criação embrionária do coletivo.

O que ninguém esperava era de que o Mangarte iria crescer e crescer e crescer. Hoje, transformou-se em um evento anual no calendário dxs mossoroenses, principalmente, naqueles e naquelas que se abastecem de movimentos como ele, mas também agregando novas trocas e saberes.

“O Mangarte acontece mesmo antes de ser o Mangarte, porque essas reuniões que a gente está fazendo aqui é o Mangarte. todo tipo de assunto.”
Fernanda Albano, uma das idealizadoras do Mangarte.

Como é que funciona o Mangarte: a equipe organizadora prepara uma programação inteiramente gratuita e interativa, que conta com apresentações artísticas, rodas de conversa, shows, vivências holísticas e espirituais, hipnose, sagrado feminino, entre outras experiências. Tudo acontece durante o dia inteiro. 

“Só acontece o MANGARTE porque tem muita gente envolvida. Um ponto diferencial. Todo mundo faz alguma coisa. O que é incrível é porque cada um abraça tanto a ideia”.
Fernanda Albano, uma das idealizadoras do Mangarte.

Um dos maiores diferenciais do Mangarte, segundo Fernanda, é de que ele não se limita a apenas uma coisa. E, para 2021, a programação ficou ainda mais diversificada. O Festival desse ano acontece das 7h às 19h, neste sábado (04), no quintal da casa localizada na Rua Dr. Almir de Almeida Castro, em Mossoró-RN.

Saca só tudo o que vai rolar na programação:

YOGA – Carina Cruz
MÚSICA AO VIVO – CoisaLuz
CAPOEIRA ANGOLA – Contramestre Vaval
RODA DE CONVERSA – Ariana, miss RN Diversidade 2021
MONOLOGO “SIM, (SEN)HORA!” – Yasmim Oliveira
MOVIMENTO ARTE E VIOLÃO – Professor Denilson Duarte
CONTAÇÃO DE HISTÓRIA – Marcus Vinícius
RAPPER – Cumpadi Caboco
LANÇAMENTO DO CORDEL “A GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES” – Hiarla Rodrigues
RODA DE CONVERSA COM MÚSICA – Cláudio Henrique
RAPPER – Pepeu Savant
MÚSICA – Cabocla de Jurema
POESIA – Camila Paula
POESIA – Larissa Galvão
MISSIONÁRIO DA CULTURA – Dionizio do Apodi
ARTISTA PLÁSTICO (EXPOSIÇÃO) – Cláudio Castoriadis
POESIA E MÚSICA – Marcus Lucenna
GRAFITE – Edu Bandeira
MÚSICA/DJ – Dozze
MÚSICA – Marcondes Melo
TEATRO – Elzimário Macário
MÚSICA – Celso Nascimento
DANÇA BRINCANTE – Renata Soraya
MÚSICA AMBIENTAL – Off Shore
EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA – Eu Não Tenho Nome

Este 5º Mangarte terá público limitado de até 50 pessoas, devido às recomendações de não aglomeração. O controle de vagas será por meio de um colar feito exclusivamente para o Festival, onde as pessoas que saírem terão que devolver o utensílio, dando a possibilidade de outro interessado ou interessada entrar no local. 

Da mesma forma, o Mangarte irá disponibilizar um copo reciclável para todo mundo que desejar usufruir de alguma bebida. A natureza e arte andam juntas, por isso, a importância de preservá-las. 

No mais, aproveitem tudo o que Mangarte tem a oferecer! Embriaguem-se do que nos fortalece!

VEJA FOTOS DE EDIÇÕES ANTERIORES:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One reply on “Arte sob um pé de mangueira: Festival MANGARTE retorna com uma programação para lá de cultural”

Instagram