Como crianças que pulam corda, artistas de Mossoró pularam o tempo, abraçando-se no passado e se encontrando no presente. E ainda, do lado de fora, porque é lá onde eles fazem o mundo ser um pouquinho deles. 

Foi por volta da década de 1990, quando os primeiros encontros aconteceram. Um grupo de amigos, artistas, escritores, atores, cantores, músicos, entre outras habilidades, resolveram comemorar a vida fazendo o que mais sabiam fazer: arte. E sabidos que o lado de dentro seria insuficiente para tal movimento, eles apadrinharam o “lado de fora” como seu principal palco. 

E, assim, nasceu o encontro cultural “Do Lado de Fora”, que volta a acontecer em 2022. E o Reticências Culturais esteve presente, sentindo um pouquinho desse gosto. 

#paracegover: na foto, um papel com o poema Sertão de Nunca Mais, de Caio César Muniz, impresso, e uma fotografia de um menino sentado, estão pendurados numa corda com prendedores de roupa. Fotografia: frame do vídeo.

Caio César Muniz, um dos organizadores da edição deste ano, explica que o projeto “Do Lado de Fora” surgiu paralelamente aos festejos de Santa Luzia, no final dos anos 90, por iniciativa do artista plástico mossoroense Laércio Eugênio. 

Com o intuito de expor as suas telas, o pintor, que tinha uma gráfica na Avenida Dix-Sept Rosado, colocou os cavaletes para fora, cada qual com sua obra, e transformou a calçada da empresa no seu teatro particular. 

#paracegover: na imagem, há uma foto na parte superior que reúne pessoas ao redor de alguns cavaletes com obras de arte, em frente à Gráfica Pontos, de Laércio Eugênio. Uma seta puxando de um cartaz encostado na parede revela abaixo o nome escrito no papel: “do lado de fora”. Fotografia: acervo pessoal.

“Na verdade, eu tive a ideia de fazer uma exposição na calçada da gráfica que ficava no percurso da festa de Santa Luzia e deu tudo certo. Daí surgiu a ideia de fazer uma coisa maior e incluindo outras modalidades artistas e reunimos um grupo de artistas para fazer com todos”.
Laércio Eugênio, artista plástico. 

Foi o motivo que muitos artistas queriam para expor os seus talentos também. (Ou, quem sabe, o motivo para todos e todas se juntarem a fim de celebrar a vida). Logo, “outras expressões artísticas somaram à exposição, como a música e a poesia. A iniciativa virou projeto, ganhou outras edições e também mudou de local”, explica Caio César Muniz.

Nesse momento, o projeto “Do Lado de Fora” migrou de lugar, ocupando a casa dos irmãos Viana (Raimundinho e Mazinho), uma eletrônica que serviu de sala de ensaio e palco para tantos artistas. 

O Projeto passou alguns anos sem acontecer devido à pandemia da Covid-19. No entanto, agora, em 2022, os artistas que fazem o encontro viram uma luz no fim do túnel e se agarraram nesse lampião, possibilitando, finalmente, que “Do Lado de Fora” voltasse a acontecer.

E aconteceu. Foi no dia 11 de fevereiro. 

Do lado de fora de uma eletrônica, ao lado de um espetinho, os poetas Antônio Francisco, Caio César Muniz, os músicos Maurílio Santos, Olívio Santiago, o artista plástico Marcelo Moraes, o ator Dionízio do Apodi e a banda Mestre Zuza, além de outros artistas que apareceram por lá, como o escultor Escravo da Arte, faziam magia. 

Cada palavra recitada, cada nota tocada, cada voz entonada, causava arrepio não só na pele, mas na alma. Como quando, entre um gole de cerveja e um abraço nos amigos de outrora, o tecladista tocou “Gostoso Demais”, de Maria Bethânia. E, logo em seguida, o violonista seguiu no convite musical. 

#paracegover: o cantor Olívio Santiago está tocando um violão. À sua frente tem um pedestal com um microfone. Há uma luz forte de fundo. Fotografia: frame do vídeo.

Foi bonito demais…

O Reticências Culturais esteve presente nesse encontro. A edição que representou o retorno desse encontro que ultrapassa gerações e une a nata da arte mossoroense não poderia ficar de fora deste Blog que se alimenta da arte e da cultura. 

Por isso, conheçam mais sobre o projeto “Do Lado de Fora”, e acompanhem como foi o encontro deste ano.

Aproveitem…

DO LADO DE FORA 2022:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One reply on ““Do Lado de Fora” conta com literatura, artes visuais e cantoria, e reúne artistas de todas as gerações”

  • fevereiro 23, 2022 no 9:54 pm

    Luiza, obrigada pela excelente cobertura. Você faz um belíssimo trabalho de valorização de nossa cultura. Você é maravilhosa em tudo que faz, nas artes, no jornalismo, na vida. Sou fã de carteirinha!

Instagram